sexta-feira, 10 de junho de 2016

O Batismo do Espírito Santo & A Natureza Divina

Mat. 3: 11

 “E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; Ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.”


O que é o Batismo do Espírito Santo?
Qual a importância de recebermos esse batismo?
Quem foi batizado?
Quem será batizado?
Qual a preparação necessária?
Qual a importância de participarmos da natureza Divina?

“Justamente antes de deixar os discípulos e ir para as cortes celestiais, Jesus os animou com a promessa do Espírito Santo. Essa promessa tanto pertence a nós como pertenceu a eles; no entanto, quão raramente é apresentada ao povo e pregada a sua recepção na igreja! Em consequência desse silêncio sobre este tema da maior importância, sobre que promessa nós menos sabemos através de seu cumprimento prático do que essa rica promessa do dom do Espírito Santo, pelo qual deve ser concedida eficiência a todo o nosso trabalho espiritual? A promessa do Espírito Santo é ocasionalmente apresentada em nossas palestras, incidentalmente nelas se toca e isso é tudo.
Temos demorado sobre as profecias, doutrinas têm sido expostas; mas o que é essencial à igreja a fim de que possa crescer em força e eficiência espirituais, para que a pregação possa levar consigo convicção, e almas serem convertidas a Deus, tem sido grandemente deixado fora do esforço ministerial. Esse assunto tem sido posto de lado como se algum tempo no futuro fosse dedicado à sua consideração. Outras bênçãos e privilégios têm sido apresentados ao povo até se despertar na igreja o desejo de alcançar a prometida bênção de Deus; mas a impressão quanto ao Espírito Santo tem sido a de que esse dom não é para a igreja agora, mas a de que algum tempo no futuro será necessário à igreja recebê-lo. Sua força espiritual tem sido fraca, sua experiência de caráter definhado e defeituoso, e estão desqualificados para a obra que o Senhor gostaria que fizessem. Não estão habilitados a apresentar as grandes e gloriosas verdades da santa Palavra de Deus, que convenceriam e converteriam almas por intermédio do Espírito Santo. O poder de Deus espera seu pedido e recepção.”

Testemunhos para Ministros pág. 174 e 175


Veja este estudo completo em vídeo:


sábado, 12 de setembro de 2015

Atenção Leigos! Comunicado a Todos os Nossos Queridos Irmãos.



 Saudações em nome de nosso Salvador Jesus Cristo a todos irmãos em Cristo, que como nós tem ouvido e atendido o último chamado que será dado ao mundo: “Sai dela, povo Meu” Apoc. 18: 4, e tem se separado de todas as Igrejas que constituem hoje Babilônia, por terem bebido do vinho de Babilônia, aceitando dogmas e falsas doutrinas que são preceitos de homens sem um claro “Assim diz o Senhor”. 

Reflita nestes textos Inspirado:

“O capítulo 18 do Apocalipse indica o tempo em que, como resultado da rejeição da tríplice mensagem do capítulo 14:6-12, a igreja terá atingido completamente a condição predita pelo segundo anjo, e o povo de Deus, ainda em Babilônia, será chamado a separar-se de sua comunhão. Esta mensagem é a última que será dada ao mundo, e cumprirá a sua obra. Quando os que "não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade" (II Tess. 2:12), forem abandonados para que recebam a operação do erro e creiam a mentira, a luz da verdade brilhará então sobre todos os corações que se acham abertos para recebê-la, e os filhos do Senhor que permanecem em Babilônia atenderão ao chamado: "Sai dela, povo Meu." Apoc. 18:4.” O Grande Conflito. Pág. 390.

Com espanto ouvirão o testemunho de que Babilônia é a igreja, caída por causa de seus erros e pecados, por causa de sua rejeição da verdade, enviada do Céu a ela. Ao ir o povo a seus antigos ensinadores, com a ávida pergunta - São estas coisas assim? - os ministros apresentam fábulas, profetizam coisas agradáveis, para acalmar-lhes os temores, e silenciar a consciência despertada. Mas, visto que muitos se recusarão a satisfazer-se com a mera autoridade dos homens, pedindo um claro - "Assim diz o Senhor" - o ministério popular, semelhante aos fariseus da antiguidade, cheio de ira por ser posta em dúvida a sua autoridade, denunciará a mensagem como sendo de Satanás, e agitará as multidões amantes do pecado para ultrajar e perseguir os que a proclamam.” O Grande Conflito. Págs. 606-607.

Ao separarmos nossa comunhão dessas Igrejas não temos mais uma placa denominacional a defender, mas sim uma Fé em comum, e em meio a tanta confusão prevalecente temos que comparar tudo com um “Assim diz o Senhor”, e para aqueles que creem na experiência do povo do advento (Movimento Adventista), devemos nos manter firmes nos fundamentos de nossa fé, resgatando a verdade, e não criando uma nova verdade, com intuito de estar recebendo “Nova Luz” que contradiz o que já nos foi revelado da parte de Deus. Nós que pertencemos ao Movimento Leigo Adventistas Históricos não estamos procurando estabelecer uma nova instituição, uma nova regra de fé, novos princípios, baseados em uma suposta “Nova Luz”, mas sim resgatarmos a verdadeira fé que foi dada aos santos e a qual a história e experiência do pioneirismo Adventista nos declara estarem firmados nesta verdade.

Disse a Serva do Senhor:

“Temos tido de enfrentar muitos homens que têm vindo com exatamente tais interpretações, buscando estabelecer falsas teorias, e perturbando as mentes de muitos por sua presteza em falar, e por sua grande quantidade de textos, os quais têm aplicado mal para que se ajustem as suas próprias ideias. É muito tarde na história desta terra para levantar alguma coisa nova.” Manuscrito 62, 1905.

Os pontos principais de nossa fé, da maneira como os mantemos hoje em dia, foram estabelecidos firmemente. Um ponto após o outro foi claramente definido, e todos os irmãos entraram em harmonia. Todo o grupo de crentes uniu-se na verdade. Havia os que apresentavam doutrinas estranhas, mas nunca tivemos receio de enfrentá-los. Nossa experiência foi maravilhosamente estabelecida pela revelação do Espírito Santo.” Este Dia com Deus. Pág. 332.

Como um povo, devemos estar firmes sobre a plataforma da verdade eterna, que resistiu a todas as provas. Devemos ater-nos aos seguros pilares de nossa fé. Os princípios da verdade que Deus nos revelou, são nossos únicos, fiéis alicerces. Eles é que fizeram de nós o que somos. O correr do tempo não lhes diminuiu o valor. É constante esforço do inimigo remover essas verdades de seu engaste, colocando em seu lugar teorias espúrias. Ele introduzirá tudo que lhe seja possível, para levar a cabo seus desígnios enganadores. O Senhor, porém, suscitará homens de aguda percepção, que darão a essas verdades seu devido lugar no plano de Deus.” Mensagens Escolhidas. Vol. 1, Pág. 201. (1904)

Que ninguém empreenda a obra de demolir os fundamentos da verdade que fizeram de nós o que somos. Deus guiou Seu povo para a frente, passo a passo, embora houvesse armadilhas do erro por todos os lados. Sob a maravilhosa orientação de um claro “Assim diz o Senhor”, foi estabelecida uma verdade que tem resistido à prova. Quando surgem homens procurando atrair discípulos após si, enfrentai-os com as verdades como que provadas pelo fogo. “Ao anjo da igreja em Sardes escreve: Estas coisas diz Aquele que tem os sete espíritos de Deus e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives e estás morto. Sê vigilante e consolida o resto que estava para morrer, porque não tenho achado íntegras as tuas obras na presença do meu Deus. Lembra-te, pois, de como tens recebido e ouvido, guarda-o e arrepende-te. Porquanto, se não vigiares, virei como ladrão, e não conhecerás de modo algum em que hora virei contra ti.” Apocalipse 3:1-3. Aqueles que procuram remover os velhos marcos, não estão retendo firmemente; eles não estão se lembrando de como receberam e ouviram. Os que tentam introduzir teorias que removeriam os pilares de nossa fé quanto ao santuário ou quanto à personalidade de Deus ou de Cristo, estão agindo como cegos. Estão procurando introduzir incertezas e deixar o povo de Deus à mercê das ondas, sem uma âncora. Os que afirmam estar identificados com a mensagem que Deus nos deu devem ter aguçada e clara percepção espiritual, para poderem distinguir a verdade do erro. A palavra proferida pela mensageira de Deus é: “Despertai os vigias!” Se os homens discernirem o espírito das mensagens dadas e se esforçarem por descobrir de que fonte elas provêm, o Senhor Deus de Israel os guardará de serem desencaminhados.” — Manuscript Releases 760:9, 10.

São muitas as advertências que nós como um Movimento Leigo devemos estar vigilantes, mas concluímos esta admoestação com um entre os pontos a qual o inimigo da verdade tem achado brecha e desencaminhado muitos, que se diz respeito aos Testemunhos do Espírito de Profecia:

“Uma coisa é certa: Os adventistas do sétimo dia que se colocam sob o estandarte de Satanás abandonarão primeiro sua fé nas advertências e repreensões contidas nos Testemunhos do Espírito de Deus.” — Mensagens Escolhidas. Vol.3. Pág.84.

"O último engano de Satanás será tornar sem efeito o testemunho do Espírito de Deus. “Não havendo profecia, o povo se corrompe” [no inglês, “o povo perece”]. Provérbios 29:18. Satanás operará habilmente de várias maneiras e por diferentes instrumentalidades, para perturbar a confiança do povo remanescente de Deus no verdadeiro testemunho.” — Mensagens Escolhidas. Vol.l. Pág. 148. 

“O inimigo tem envidado seus magistrais esforços para abalar a fé de nosso próprio povo nos Testemunhos. ... Isto é exatamente como Satanás tencionava que fosse, e os que têm preparado o caminho para o povo não dar atenção às advertências e repreensões dos Testemunhos do Espírito de Deus verão surgir uma torrente de erros de toda a espécie.” — Mensagens Escolhidas Vol.3. Pág. 83.

“O plano de Satanás é enfraquecer a fé do povo de Deus nos Testemunhos. Em seguida vem o ceticismo no tocante aos pontos vitais de nossa fé, as colunas de nossa posição, depois as dúvidas acerca das Escrituras Sagradas, e então a caminhada descendente para a perdição. Quando os Testemunhos, nos quais se acreditava anteriormente, são postos em dúvida e rejeitados, Satanás sabe que as pessoas enganadas não pararão aí; e ele redobra os seus esforços até lançá-las em rebelião aberta, que se torne irremediável e termine em destruição.” — Testemunhos para a Igreja. Vol.4. Pág. 211.

Queridos irmãos, ainda que sejam poucos os campeões, ainda que sejam poucos os defensores da verdade, ainda que todo o mundo se volte contra nós, e que tenhamos que ser um povo pequeno, pobre, e ainda que nus pareça estarmos sozinhos sendo um pequeno grupo aqui, um lá, dois ali... E ainda mesmo que muitos de nós venhamos a cair e nus desviarmos da verdade, ela cumprirá sua obra e breve Jesus nosso Salvador Voltará! Vigiar e Orar.

"E os que de ti procederem edificarão as antigas ruínas; e levantarás os fundamentos de geração em geração; e chamar-te-ão reparador das roturas, e restaurador de veredas para morar" Isaias 58:12.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Mudanças em Livros de Urias Smith Feitas pela IASD e Seguidas pela IASD-MR para Defender o Dogma da Trindade.



 Primeiramente o que Ellen White escreveu sobre Uriah Smith e seu livro sobre as profecias de Daniel e Apocalipse? 





Vejamos a seguir alguns textos:


Podemos facilmente contar os primeiros portadores de responsabilidades que ainda vivem [1902]. Pastor [Urias] Smith ligou-se a nós no princípio da obra publicadora. Trabalhou junto a meu marido.Esperamos ver sempre seu nome na Review and herald, encabeçando a lista dos redatores, pois assim deve ser. Os que iniciaram a obra, que combateram bravamente quando a peleja era árdua, não devem agora perder sua firmeza. Devem ser honrados pelos que entraram para a obra depois de haverem sido suportadas as privações mais duras. Tenho muita simpatia para com o Pastor Smith. Meu interesse vital na obra de publicações está ligado ao dele. Veio ele ter conosco quando jovem, possuindo talentos que o habilitavam para ocupar o lugar de redator. Como me alegro quando leio os seus artigos na Review - tão excelentes, tão repletos de verdade espiritual! Dou graças a Deus por eles. Sinto forte simpatia pelo Pastor Smith, e creio que seu nome deve sempre aparecer na Review, como redator principal. Assim Deus deseja. Quando, alguns anos atrás, seu nome foi colocado em segundo lugar, senti-me ferida. Quando de novo foi colocado em primeiro lugar, chorei, e disse: "Graças a Deus!" Oxalá fique sempre ali, como Deus deseja que continue, enquanto a mão direita do Pastor Smith puder empunhar uma pena. E quando faltar o poder de sua mão, que seus filhos escrevam, ditando-lhes ele. -- Mensagens Escolhidas, Vol. 2, págs. 225

Fui instruída de que os importantes livros que contêm a luz dada por Deus com respeito à apostasia de Satanás no Céu, deveriam ter vasta circulação justamente agora; porque por meio deles a verdade atingirá muitas mentes. Patriarcas e Profetas, Daniel e Apocalipse e O Grande Conflito são agora mais necessários do que nunca antes. Deveriam circular amplamente, porque as verdades a que dão ênfase, abrirão muitos olhos cegos. ... Muitos dentre nosso povo têm estado cegos quanto à importância dos livros mais necessários. Se tivessem sido manifestados tato e habilidade na venda destes livros, o movimento das leis dominicais não estaria no pé em que está hoje. Review and Herald, de 16 de fevereiro de 1905.

Há em O Desejado de Todas as Nações, Patriarcas e Profetas, O Grande Conflito e em Daniel e Apocalipse, preciosa instrução. Esses livros devem ser considerados como de especial importância, e todo esforço deve ser feito para pô-los perante o povo. Carta 229, 1903.

A luz dada foi que Daniel e Apocalipse, O Grande Conflito e Patriarcas e Profetas se venderiam. Eles contêm exatamente a mensagem de que o povo necessita, a luz especial que Deus deu a Seu povo. Os anjos de Deus preparariam o caminho para estes livros no coração do povo. Special Instruction Regarding Royalties, pág. 7.-- O Colportor Evangelista, págs. 123-124.

Devem ser conseguidos para os livros O Grande Conflito, Patriarcas e Profetas, O Desejado de Todas as Nações, Daniel e Apocalipse e outros de igual caráter, colportores que tenham o senso do valor dos assuntos contidos nesses livros e noção da obra a ser feita para interessar pessoas na verdade. Auxílio especial, que sobrepuja a toda suposta vantagem de ilustrações, será concedido a tais colportores. Os colportores que nasceram de novo pela obra do Espírito Santo, serão acompanhados pelos anjos, os quais irão adiante deles às residências do povo, preparando-lhes o caminho.Manuscrito 131, 1899. -- O Colportor Evangelista, pág. 88.

"O interesse em Daniel e Apocalipse deve continuar enquanto durar o tempo da graça. Deus usou o autor deste livro como um conduto por meio do qual comunicar luz para dirigir as mentes para a verdade." E.G. White,  Manuscrito 174, 1899.

W. C. White, (filho de Ellen White) escreveu, comentando a opinião de pioneiros sobre este livro em 1910, que "Daniel e Apocalipse recebera a crítica e aprovação dos pioneiros em nossa causa; que havia sido largamente vendido e citado como autoridade por nossos pregadores mais jovens em várias partes; que a irmã White dissera haver um anjo do Senhor estado ao lado do pastor Smith enquanto escrevia o livro." -- W. C.White, Carta a A.F. Harrison, em 26 de junho de 1910.



Mudanças em Livros de Uriah Smith  Feitas pela IASD


Em seu livro intitulado Busca de Identidade (Search for Identity), o festejado educador George R. Night, professor de História da Igreja Adventista do Sétimo Dia na Universidade de Andrews, faz sérias revelações acerca de mudanças e omissões no conteúdo de livros denominacionais já impressos, sem qualquer consulta ao autor, com o propósito de apagar rastros de um passado entendido então como "sectário" e que nos impedia de sermos considerados "igreja" pelos evangélicos e católicos.

Um dos exemplos citados por ele, é exatamente o livro sobre As Profecias de Daniel e Apocalipse, segundo Uriah Smith. Essas omissões de conteúdo teriam sido definidas e efetivadas durante a década de 40 e visavam a eliminar provas do anti-trinitarismo e semi-arianismo dos pioneiros.

 
Tradução de trechos sublinhados:

Subtítulo: "Mudanças para fazer o Adventismo parecer mais cristão."

"Naquela década (1940), por exemplo, presenciamos esforços, em "limpar" e endireitar as publicações adventistas. Três áreas ilustram essa tendência. A primeira concernente à Trindade. Como se pode notar nos capítulos anteriores..."


Tradução do trecho assinalado:

"Isto tornou-se evidente quando surgiu a necessidade de publicar uma nova edição de Daniel e Apocalipse, de Uriah Smith. Em março de 1942, os oficiais da Conferência Geral e os diretores das Casas Publicadoras da América do Norte reuniram-se e decidiram que a maior parte do livro permaneceria tal como Smith escreveu, mas deveriam ser feitas algumas modificações. Uma delas seria a supressão das declarações anti-trinitarianas e semi-arianas do livro, porque 'era a convicção de nossa comissão que aqueles ensinamentos não eram sustentados pela Bíblia e o Espírito de Profecia.' Mas em deferência àqueles que criam ao contrário, a comissão decidiu mais tarde 'que seria melhor retirar todo aquele assunto do livro sem fazer comentários e deixar a matéria em aberto para que todos estudassem sem obstrução." (Relatório da Comissão de Revisão de ... Daniel e Apocalipse, Revista Ministry
Maio de 1945, pág. 4.)

 Mutilação da IASD em Livro de Uriah Smith

"Ao Cordeiro, assim como ao Pai que está assentado sobre o trono, é rendido louvor neste cântico de adoração. Grande número de comentadores viram aqui uma prova da eternidade de Cristo com o Pai; aliás, dizem eles, não se atribuiria aqui à criatura a adoração que pertence apenas ao Criador. Mas esta não é talvez a conclusão necessária.
As Escrituras em parte alguma falam de Cristo como de um ser criado, mas claramente afirmam que Ele foi gerado pelo Pai. (Ver comentários a Apoc. 3:14, onde demonstramos que Cristo não é um ser criado.) Mas conquanto, como filho gerado, não possua com o Pai uma co-eternidade de existência pretérita, o começo da sua existência é anterior a toda a obra da criação, em relação à qual Ele foi criador juntamente com Deus. João 1:3; Heb. 1:3.
Não podia o Pai ordenar que se prestasse a um tal ser adoração igual à Sua, sem se tratar de idolatria por parte dos adoradores? Ele elevou-o a posições em que é próprio ser adorado e além disso ordenou que se Lhe prestasse adoração, o que não teria sido necessário se Ele fosse igual ao Pai em eternidade de existência.
O próprio Cristo declara que "como o Pai tem a vida em Si mesmo, assim deu ao Filho ter a vida em Si mesmo." João 5:26. O Pai "exaltou-O soberanamente, e deu-lhe um nome que é sobre todo o nome ." Fil. 2:9. E o próprio Pai diz: "E todos os anjos de Deus O adorem." Hebreus 1:6. Estes testemunhos mostram que Cristo é agora objeto de adoração igualmente com o Pai; mas não provam que tenha com Ele uma eternidade de existência passada. -- Urias Smith (As Profecias do Apocalipse, pág. 82, Publicadora Atlântico, Lisboa, Portugal, 1945. Redivisão de parágrafos acrescentada).

Esse é um dos textos de Uriah Smith, que foram retirados de seu livro As Profecias do Apocalipse, quando a liderança apóstata da Associação Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia decidiu apagar dos livros denominacionais as pistas deixadas pelos pioneiros quanto a suas crenças anti-trinitarianas e "semi-arianas", como foram rotuladas as primeiras convicções adventistas em relação a Jesus Cristo. A omissão de trechos referentes à geração do Filho Unigênito de Deus prejudicou inclusive a tradução feita pelos irmãos reformistas do Brasil (IASD-MR).

Veja abaixo as provas de omissão proposital desse trecho do livro.

 Esta é a tradução fiel do livro As Profecias do Apocalipse de Uriah Smith em português. Foi impressa no ano de 1945 em Portugal, pela Publicadora Atlântico, tendo como base a tradução inglesa de 1913.


















Abaixo, você vê a ampliação da pág. IV da versão portuguesa do livro, na qual se confirma sua fidelidade à versão inglesa de 1913.




 Veja agora as folhas de apresentação da versão brasileira do mesmo livro, impressa pelos irmãos do Movimento de Reforma, através das Edições Vida Plena.


 






Confira agora o conteúdo da pág. 82, que encerra o Capítulo 5 e antecede o início do Capítulo VI, sobre "Os Sete Selos", na versão portuguesa do livro As Profecias do Apocalipse.




 Abaixo, para facilitar a leitura, ampliamos a referida página, a fim de que você confirme especialmente o trecho assinalado com uma chave em vermellho à esquerda.




Veja agora como ficou a pág. 82 na edição brasileira do mesmo livro, impressa pelo Movimento de Reforma.

 



Confira a omissão do texto referente à geração de Jesus Cristo, como Filho Unigênito de Deus, na ampliação da pág. 82 da versão brasileira do livro. A seta vermelha indica o local da omissão.



Por recomendação do próprio autor, Uriah Smith, fomos conferir o comentário referente a Apocalipse 3:14 e constatamos que também foi alterado pela liderança apóstata da Igreja Adventista do Sétimo Dia, na década de 1940.

 Esta é a versão "mutilada", impressa no Brasil. O traço com um ponto de interrogação ao lado, indica o exato local em que o conteúdo do livro foi alterado também pelos irmãos reformistas:





Nas reproduções abaixo, extraídas da versão portuguesa do livro, você encontra o raciocínio completo do irmão Urias Smith, sem qualquer omissão proposital:





A versão mutilada, brasileira, omite todo o final do primeiro parágrafo da pág. 53 na versão portuguesa: "...mas que o Filho veio à existência de uma maneira diferente, visto que é chamado o 'unigênito' do Pai. Parece absolutamente impróprio aplicar essa expressão a qualquer ser criado no sentido ordinário do termo."




Fonte: http: www.adventistas.com






sábado, 13 de dezembro de 2014

A Cura para o Câncer foi Descoberta


Eureka! A Cura Do Câncer Já Foi Descoberta! Mas "Eles" A Encobriram!

“A cura para o câncer foi descoberta em 1928. A cura para praticamente todas as formas de doenças crônicas fora descoberta ainda antes, puramente por acidente, por um homem. Um judeu alemão chamado Dr. Max Gerson. Embora suas descobertas tenham sido adotadas por Hitler e pelo partido Nazista, a família do Dr. Gerson pagou o preço maior. Os sete irmãos de Dr. Gerson pereceram no Holocausto. Mas, suas tentativas para captura-lo foram em vão. O poder sem precedentes de curar os sem esperança ainda sobrevive.”




Para maiores informações, veja a seguir  o documentário na íntegra em português 

MUITO IMPORTANTE ASSISTIR O DOCUMENTÁRIO COMPLETO







HISTÓRICO SOBRE O DR. GERSON

Max Gerson (18 de outubro de 1881 – 8 de março de 1959) foi um médico americano de origem alemã que desenvolveu a Terapia Gerson, uma terapia dietética alternativa , que ele alegou poderia curar o câncer e as doenças mais crônicas, degenerativas. Gerson descreveu sua abordagem no livro A Cancer Therapy: Resultados de 50 casos . O Instituto Nacional do Cânceravaliadas as alegações de Gerson e concluiu que seus dados não mostrou nenhum benefício do seu tratamento.  A terapia é cientificamente sem suporte e consideradas potencialmente de risco.   
CONTINUE LENDO SOBRE O DR. GERSON NA WIKIPÉDIA

Mas podemos levar a crédito tal método?  E a opinião de pessoas que se dizem curadas pelo método acima descrito? Seria válido recorrer a tal método e substitui-lo como alternativa a métodos muito mais agressivos?

Voltando e analizando bem o filme temos a seguinte revelação:

“Antes de receber seu diploma de doutorado em Medicina, Gerson sofria com severas e repetitivas enxaquecas que lhes deixavam incapacitado por dias. Depois de 3 anos de experiência, Dr. Gerson conseguiu eliminar sua enxaqueca completamente comendo apenas algumas frutas e vegetais crus. Maçãs eram básicas, legumes cozidos também foram incluídos, menos a gordura, sal e condimentos, e o álcool presentes na pesada dieta padrão alemã.
Em 1918 a fama de sua dieta já tinha se espalhado. Numa certa ocasião, um paciente retornara com a observação de que não apenas a enxaqueca tinha sido aliviada, mas que a tuberculose de pele também tinha desaparecido.
Em abril de 1924 o famoso especialista de pulmão Dr. Ferdinand Sauerbruch se ofereceu para fazer um ensaio clínico com 450 pacientes da incurável tuberculose de pele. No inicio do estudo,  Sauerbruch disse a Gerson, em particular, que se ao menos um paciente mostrasse alguma melhora, ele acreditaria em cada palavra do tratamento de Gerson. Dos 450 pacientes, 446 se recuperaram da tuberculose de pele, mais de 99%.

the-gerson-miracle-dvd

No final da década de 20, a fama do Dr. Gerson se espalhou por toda Europa, especialmente depois de ter curado a esposa do Dr. Albert Schweitzer, Helena, que sofria de tuberculose pulmonar (até na data considerada incurável) e a filha dela que foi curada da tuberculose de pele. O próprio Dr. Albert Schweitzer aos 75 anos foi curado pelo Dr. Gerson de diabetes.
Entre 1933 e meados da Segunda Guerra Mundial, Gerson e sua família fugiram da perseguição nazista e foram se estabelecer em Nova Iorque. Ao longo da década de 40, o sucesso da clínica de Gerson em Nova Iorque surpreendeu a comunidade médica, mas também contrariou  forças obscuras. Dr. Gerson estava curando pacientes com câncer e “pelo crime” foi chamado a depor no Senado dos Estados Unidos da America.
Apresentou-se ao congresso americano nos dias 1, 2 e 3 de julho de 1946, juntamente com cinco de seus pacientes que tinham se curado de câncer e o registro médico de outros cinco. O seu testemunho foi tão surpreendente que, na noite do dia 3 de julho de 1946, o renomado correspondente da rede NBC, Raymond Gram Swing, declarou em seu programa de rádio para todo o país que pela primeira vez na história tinha sido descoberta uma cura para o câncer.
A resposta do público foi impressionante, chocante! O telefone da NBC não parava de tocar o tempo inteiro,  fora de controle, inacreditável! Mas o que aconteceu a seguir foi ainda mais inacreditável. Duas semanas depois, Raymond Gram Swing foi demitido da posição que já mantinha há mais de 30 anos na NBC. E o projeto anticâncer de Pepper Neely, de 1946, documento número 8.947 agora estava coberto de poeira e esquecido no arquivo nacional americano.”

O documentário está cheio de testemunhos de pacientes e ex-pacientes que, depois de curados, passam a ajudar o Instituto como voluntários.
Já no final da vida, concluído o primeiro manuscrito para o seu livro, o Dr. Max Gerson adoeceu de forma inexplicável. Ao tratar-se para recuperar sua saúde, ele percebeu que o manuscrito sumira. Ele então demitiu sua secretária que foi flagrada roubando seus arquivos e os repassando para um médico desonesto. Precisou de um ano inteiro para reescrever o manuscrito para  seu clássico “Terapia do Câncer, os Resultados de 50 casos”. Depois de publicado seu livro, Dr. Gerson ficou doente, de novo, também de forma inexplicável. Antes de morrer, foi submetido a novos testes que confirmaram-lhe o envenenamento com arsênico.


A TRAJETÓRIA DO INSTITUTO GERSON FUNDADO POR SUA FILHA CHARLOTTE (NOS DIAS ATUAIS)

CharlotteGerson

Quem também tem papel importante na oprimida trajetória da terapia Gerson é sua filha caçula, Charlotte Gerson, hoje com mais de 90 anos (ela já tinha mais de 80 anos quando este documentário foi produzido em 2004).  Continua hoje à frente do Instituto Gerson em San Diego na Califórnia, estabelecido em 1977, e de um hospital em Tijuana, no México. O objetivo do Instituto é educar o público e pacientes sobre a terapia. Está, portanto, à frente do legado de seu pai: do Instituto nos EUA e do hospital no México, que já tem mais de 35 anos é usado para tratar pacientes com câncer e outras doenças crônicas.
Charlotte conta que tinha 34 anos quando cancelou seu seguro saúde, alegando que, além de saudável, não estava interessada no tipo de tratamento médico/hospitalar que um seguro saúde oferece. Ela conta que conseguiu economizar 2 mil dólares por ano nos últimos 45 anos, o que dá um total aproximado de 90 mil dólares. Comendo produtos orgânicos, como faz, e comida vegetariana, nunca esteve doente. “É mais barato viver assim, além de sentir-me muito melhor e com mais energia para tudo”, diz Charlotte.

IMAGENS DA CLINICA EM TIJUANA (MÉXICO)

GERSON4 GERSON3 GERSON1 GERSON2

As legislações de praticamente todos os estados americanos proíbem qualquer outro tratamento para o câncer além dos conhecidos: radiação, quimioterapia e cirurgia, mesmo eles sendo completamente ineficazes na melhor das hipóteses. Até mesmo uma clínica de medicina holística é proibida por lá, razão pela qual o hospital fica no México, para onde Charlotte desloca-se sozinha em seu carro, da Califórnia para o México.

Como funciona a terapia Gerson?

“Frisamos que a Terapia Gerson pode ser feita diretamente na nossa clinica em Tijuana no México bem como em casa mesmo no mundo inteiro.  Através da Internet fornecemos todas as informações necessárias de como proceder o tratamento necessitando somente ter uma máquina de sucos (prensa) especial,  no final deste post segue o link do nosso site para maiores esclarecimentos”

É importante dizer que dois fatores são elementos chave no câncer: deficiência (na nutrição) e toxidez (ou envenenamento).  A terapia “ataca” essas duas áreas.

A primeira, através da dieta de frutas e vegetais orgânicos feitos de uma forma especial. Os sucos nutritivos à base de frutas e vegetais, depois de triturados e posto o bagaço em prensa e posteriormente coado, que o paciente sob tratamento tem que tomar umas 13 vezes por dia. O corpo de um paciente chega a ser inundado com o equivalente a quase 10 quilos de frutas e vegetais orgânicos diariamente. Esses sucos atingem a corrente sanguínea diretamente, daí porque são tão efetivos. Se ingeridos normalmente, pelo processo de digestão do estômago, muito dos nutrientes e enzimas se perderiam. Além dos sucos nutritivos, há uma dieta sólida complementar inteiramente orgânica e vegetariana durante todo o tratamento.
A segunda parte da terapia trata da desintoxicação do corpo. Aqui entra em ação o enema de café orgânico, que atuará na desintoxicação do fígado, com a inserção retal de uma mangueira com um grampo que controla a passagem lenta do enema para o cólon do paciente, onde o café fica retido entre 12 e 15 minutos, tempo que permite o fígado absorver a cafeína do café e outros agentes. Simultaneamente o fígado libera os tóxicos de volta para o cólon para então serem expelidos.
De acordo com site do Instituto Gerson:
“A partir do momento que um paciente recebe a terapia completa, os efeitos combinados dos sucos e da medicação fazem o sistema imunológico atacar e matar tecidos com tumores, além de trabalhar na descarga acumulada de toxinas dos tecidos do corpo. Esse grande procedimento de limpeza corre o risco de sobrecarregar e envenenar o fígado – o todo poderoso órgão de desintoxicação que, no caso de pacientes de câncer, é provável já estar debilitado e danificado.“
Daí o importante papel do enema de café no tratamento, auxiliar o fígado na excreção dos resíduos tóxicos do corpo.

 DEVOCIONAL: 
 O que a Bíblia diz sobre o assunto aqui tratado? 

 Veja o que está escrito em Gênesis : "E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento." Gênesis 1:29. Deus estabeleceu desde o princípio o que serviria de alimento para o homem.Ainda no livro de Gênesis temos: "E o Senhor Deus fez brotar da terra toda a árvore agradável à vista, e boa para comida; e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore do conhecimento do bem e do mal.Gênesis 2:9Os homens dos primeiros tempos tinha uma longevidade quase milenar. Diversos relatos  na Bíblia dão conta dessa Super Longevidade dos primeiros humanos sobre a Terra. Aqui estão algumas passagens: "E foram todos os dias de Enos novecentos e cinco anos, e morreu". Gênesis 5:11. "E foram todos os dias de Cainã novecentos e dez anos, e morreu". Gênesis 5:14. "E foram todos os dias de Maalaleel oitocentos e noventa e cinco anos, e morreu". Gênesis 5:17"E foram todos os dias de Matusalém novecentos e sessenta e nove anos, e morreu". Gênesis 5:27.
Entretanto, frutas, verduras, ervas, sementes, cereais não servem somente para alimento. Também são usadas como remédio para curas de doenças e restabelecimento do equilíbrio orgânico-fisiológico do corpo humano. Hipócrates de Cós, considerado o Pai da Medicina, afirmou aos seus discípulos o seguinte: "Que o teu remédio seja o teu alimento;  que o teu alimento seja o teu remédio" Nada mais coerente do que essa afirmação.Quando Nabucodonosor levou cativo os filhos de Israel à Babilônia, escolheu mancebos de toda a nacionalidade para serem preparados a fim de entrar em sua presença. Os da casa de Israel escolhidos foram  Daniel, Misael, Hananias e Azarias. Deveriam estes comer  das mesmas iguarias e vinho servido na mesa real. Entretanto, Daniel e seus companheiros se recusaram a fazê-lo. Então foi rogado que ao invés do que era servido à mesa do rei, comesse eles somente verduras e água durante 10 dias, ao final desse período se a aparência deles fosse melhor do que a dos outros, ficariam então restritos a essa dieta até se cumprir o período de três anos, quando eles deveriam comparecer a presença do Rei. Diz o texto bíblico: "Então disse Daniel ao despenseiro, a quem o chefe dos eunucos havia constituído sobre Daniel, Hananias, Misael e Azarias: Experimenta, peço-te, os teus servos dez dias, e que se nos dêem legumes a comer, e água a beber. Então se examine diante de ti a nossa aparência, e a aparência dos jovens que comem a porção das iguarias do rei; e, conforme vires, procederás para com os teus servos. E ele consentiu isto, e os experimentou dez dias. E, ao fim dos dez dias, apareceram os seus semblantes melhores, e eles estavam mais gordos de carne do que todos os jovens que comiam das iguarias do rei. Assim o despenseiro tirou-lhes a porção das iguarias, e o vinho de que deviam beber, e lhes dava legumes. Quanto a estes quatro jovens, Deus lhes deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras, e sabedoria; mas a Daniel deu entendimento em toda a visão e sonhos. Daniel 1:11-17.
Não foi uma concidência o fato desses quatro varões judeus estarem melhores que os outros (aqueles que comeram a mesma comida servida ao Rei). Estavam melhores na aparência e saúde porque se nutriram melhor que os outros. Esse é o benefício de uma alimentação completamente saudável e natural, livres da química e do chamado beneficiamento industrial.E o que dizer das enfermidades? Há milênios o homem usa plantas e ervas com efeitos medicinais para tratar toda sorte de doença e disfunção orgânica. Até mesmo a poderosa indústria farmacêutica encontra na Natureza a matéria prima para tecer suas drogas e sintetizar novas substâncias que prometem realizar aquilo que suas antecessoras não puderam. Em Apocalipse vemos uma alusão nítida ao poder de cura das ervas e plantas : No meio da sua praça, e de um e de outro lado do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações. Apocalipse 22:2.

 LINKS :

Site Oficial = http://gerson.org/gerpress/

Instituto Gerson Traduzido em Português = http://translate.google.com/translate...


Para a clínica na Hungria ver o Link=
http://gersontherapy.eu/therapy/gerso...

Clínica Gerson no México =
http://translate.google.com.br/transl...


Link Recomendado para Pesquisa em Português =
http://medalimenta.blogspot.com.br/20...

Estudo em Video: A Igreja em Nossos Dias por Vagner Macson

 

Como um povo, devemos estar firmes sobre a plataforma da verdade eterna, que resistiu a todas as provas. Devemos ater-nos aos seguros pilares de nossa fé. Os princípios da verdade que Deus nos revelou, são nossos únicos, fiéis alicerces. Eles é que fizeram de nós o que somos.

O correr do tempo não lhes diminuiu o valor. É constante esforço do inimigo remover essas verdades de seu engaste, colocando em seu lugar teorias espúrias. Ele introduzirá tudo que lhe seja possível, para levar a cabo seus desígnios enganadores. O Senhor, porém, suscitará homens de aguda percepção, que darão a essas verdades seu devido lugar no plano de Deus. Mensagem Escolhida Vol.1 pag. 201.

 

   

 

 O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo.  1Jo 1:3  


domingo, 9 de novembro de 2014

Conservando o Apetite Sob o Controle da Razão




Cristo foi nosso exemplo em todas as coisas. Ao vermos Sua humilhação na prolongada prova e jejum no deserto, para vencer em nosso favor as tentações do apetite, devemos tomar para nós esta lição, quando somos tentados. Se o poder do apetite é tão forte na família humana, e a condescendência com ele tão tremenda que o Filho de Deus Se sujeitou a semelhante prova, quão importante, então, que sintamos a necessidade de conservar o apetite sob o controle da razão! Nosso Salvador jejuou quase seis semanas, a fim de que pudesse ganhar para o homem a vitória sobre o apetite. Como podem professos cristãos, de consciência esclarecida, e tendo a Cristo diante deles como modelo seu, como podem eles ceder à condescendência com esses apetites que têm influência enervante sobre a mente e o coração? É fato penoso que presentemente os hábitos de satisfação própria a expensas da saúde e do enfraquecimento do poder moral, estão mantendo nos laços da escravidão grande parte do mundo cristão.

Muitos que professam piedade não indagam da razão do longo jejum e dos sofrimentos de Cristo, no deserto. Sua angústia não foi tanto por sofrer as ânsias da fome, como por Sua intuição do terrível resultado, para a raça humana, da condescendência com o apetite e a paixão. Sabia Ele que o apetite seria o ídolo do homem, e o levaria a esquecer-se de Deus, obstruindo-Lhe diretamente o caminho da salvação.
ME V.1, 284.


 
 As faculdades morais são debilitadas porque homens e mulheres não querem viver em obediência às leis da saúde, e fazer deste grande assunto um dever pessoal. Os pais transmitem a seus descendentes seus próprios hábitos pervertidos, e doenças repulsivas corrompem o sangue e debilitam o cérebro. A maioria dos homens e das mulheres permanece na ignorância das leis de seu ser, condescendendo com o apetite e a paixão, com prejuízo do intelecto e da moral; e parecem dispostos a permanecer na ignorância do resultado de sua violação das leis naturais. Satisfazem o pervertido apetite no uso de venenos lentos, que corrompem o sangue e minam as forças nervosas, trazendo, consequentemente, doença e morte sobre si. Seus amigos chamam o resultado dessa conduta de dispensação da Providência. Com isto eles insultam o Céu. Rebelaram-se contra as leis da Natureza, e sofreram a punição deste abuso. Sofrimento e mortalidade prevalecem agora em toda a parte, principalmente entre crianças. Quão grande é o contraste entre esta geração e os que viveram durante os dois primeiros mil anos! CE 10.



 Deve ser mantido perante o povo que o justo equilíbrio das faculdades mentais e morais depende em alto grau da devida condição do sistema fisiológico. Todos os narcóticos e estimulantes não naturais que enfraquecem e degradam a natureza física tendem a abaixar o tono do intelecto e da moral. A intemperança jaz à base da depravação moral do mundo. Pela satisfação do apetite pervertido, perde o homem seu poder de resistir à tentação.CBV 335.